O que é: Cálculo do Seguro-Desemprego

O seguro-desemprego é um benefício concedido aos trabalhadores que foram demitidos sem justa causa e que atendem aos requisitos estabelecidos pela legislação trabalhista. O cálculo do seguro-desemprego é uma etapa fundamental para determinar o valor que o trabalhador terá direito a receber durante o período em que estiver desempregado.

Requisitos para receber o seguro-desemprego

Antes de entendermos como é feito o cálculo do seguro-desemprego, é importante conhecermos os requisitos necessários para ter direito a esse benefício. Para receber o seguro-desemprego, o trabalhador precisa:

– Ter sido demitido sem justa causa;

– Ter trabalhado pelo menos 12 meses nos últimos 18 meses antes da demissão;

– Não possuir renda própria suficiente para sua subsistência e de sua família;

– Estar inscrito no Programa de Integração Social (PIS) há pelo menos 5 anos;

– Não estar recebendo outro benefício previdenciário, exceto pensão por morte ou auxílio-acidente;

– Não possuir renda proveniente de atividade autônoma, sociedade ou empresa;

– Não estar em gozo de benefício de prestação continuada da assistência social, exceto auxílio-acidente e pensão por morte.

Como é feito o cálculo do seguro-desemprego

O cálculo do seguro-desemprego é realizado com base na média dos salários recebidos pelo trabalhador nos últimos 3 meses antes da demissão. Para isso, são considerados os salários brutos, ou seja, sem descontos de impostos e contribuições.

Para calcular o valor do seguro-desemprego, é necessário seguir a seguinte fórmula:

– Para os três primeiros salários, é feita a soma de todos os valores;

– O resultado dessa soma é dividido por 3;

– O valor encontrado é multiplicado por 0,8;

– Se o resultado for maior que o salário mínimo vigente, o valor do seguro-desemprego será o salário mínimo;

– Caso contrário, o valor será o resultado da multiplicação.

Exemplo de cálculo do seguro-desemprego

Vamos supor que um trabalhador tenha recebido os seguintes salários nos últimos 3 meses antes da demissão: R$ 2.000,00, R$ 2.500,00 e R$ 2.200,00. Para calcular o valor do seguro-desemprego, devemos:

– Somar os três salários: R$ 2.000,00 + R$ 2.500,00 + R$ 2.200,00 = R$ 6.700,00;

– Dividir o resultado por 3: R$ 6.700,00 / 3 = R$ 2.233,33;

– Multiplicar o valor encontrado por 0,8: R$ 2.233,33 x 0,8 = R$ 1.786,67.

Nesse caso, como o valor encontrado é menor que o salário mínimo vigente, o trabalhador terá direito a receber R$ 1.786,67 durante o período em que estiver desempregado.

Quantidade de parcelas do seguro-desemprego

A quantidade de parcelas do seguro-desemprego varia de acordo com o tempo de trabalho do trabalhador. Atualmente, o período máximo de recebimento é de 5 parcelas, sendo que a quantidade de parcelas é determinada da seguinte forma:

– De 12 a 23 meses trabalhados: 4 parcelas;

– De 24 a 36 meses trabalhados: 5 parcelas;

– Acima de 36 meses trabalhados: 5 parcelas.

Recebimento do seguro-desemprego

O trabalhador pode solicitar o seguro-desemprego a partir do 7º dia após a demissão, desde que tenha todos os documentos necessários em mãos. O benefício pode ser solicitado nas unidades do Sistema Nacional de Emprego (SINE), nas Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (SRTE) ou pela internet, por meio do Portal Emprega Brasil.

Após a solicitação, o trabalhador receberá um número de protocolo que deverá ser utilizado para acompanhar o andamento do processo. O pagamento das parcelas do seguro-desemprego é feito de forma escalonada, ou seja, cada parcela é paga em um determinado dia do mês, de acordo com o último número do PIS do trabalhador.

Considerações finais

O cálculo do seguro-desemprego é uma etapa importante para determinar o valor que o trabalhador terá direito a receber durante o período em que estiver desempregado. É fundamental conhecer os requisitos necessários para receber o benefício e saber como é feito o cálculo para evitar erros e garantir o recebimento correto do valor devido.

Portanto, se você foi demitido sem justa causa e atende aos requisitos estabelecidos pela legislação trabalhista, não deixe de solicitar o seguro-desemprego e garantir o seu direito a receber o benefício.

Sobre o Autor

Iniciar Conversa
1
FALE COMIGO!
Olá,
Este é o meu whatsapp.
Clique e fale comigo. Tire sua dúvida ou dê sua sugestão,