O que é FGTS de Empregado Doméstico?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um benefício trabalhista que garante ao empregado doméstico a possibilidade de acumular um valor mensal em uma conta vinculada, que pode ser sacado em situações específicas. O FGTS de empregado doméstico é uma modalidade específica do FGTS destinada aos profissionais que trabalham em residências particulares, como babás, cuidadores, motoristas, entre outros.

Como funciona o FGTS de Empregado Doméstico?

O FGTS de empregado doméstico funciona de forma semelhante ao FGTS de outros trabalhadores. O empregador é responsável por depositar mensalmente o valor correspondente a 8% do salário do empregado em uma conta vinculada, que é aberta em nome do trabalhador. Esse valor é depositado em uma conta específica na Caixa Econômica Federal, que é o agente operador do FGTS.

Quais são as situações em que o empregado doméstico pode sacar o FGTS?

O empregado doméstico pode sacar o FGTS em algumas situações específicas, como:

1. Demissão sem justa causa

Em caso de demissão sem justa causa, o empregado doméstico tem direito a sacar o valor total do FGTS acumulado em sua conta vinculada. Esse valor pode ser utilizado para diversas finalidades, como pagamento de dívidas, investimentos, compra de imóveis, entre outros.

2. Aposentadoria

Quando o empregado doméstico se aposenta, ele também tem direito a sacar o FGTS acumulado em sua conta vinculada. Esse valor pode ser utilizado como complemento da renda mensal do aposentado.

3. Doença grave

Em caso de doença grave, o empregado doméstico pode sacar o FGTS para custear tratamentos médicos, compra de medicamentos ou qualquer outra despesa relacionada à sua saúde.

4. Compra da casa própria

O FGTS também pode ser utilizado para a compra da casa própria. O empregado doméstico pode utilizar o valor acumulado em sua conta vinculada como entrada na compra de um imóvel ou para abater parte do valor do financiamento.

5. Pagamento de parte do financiamento habitacional

Além da compra da casa própria, o FGTS também pode ser utilizado para o pagamento de parte do financiamento habitacional. O empregado doméstico pode utilizar o valor acumulado em sua conta vinculada para abater parte do valor das parcelas do financiamento.

6. Rescisão do contrato de trabalho por culpa recíproca ou força maior

Em caso de rescisão do contrato de trabalho por culpa recíproca ou força maior, o empregado doméstico também tem direito a sacar o FGTS acumulado em sua conta vinculada.

7. Falecimento do empregado doméstico

No caso de falecimento do empregado doméstico, seus dependentes têm direito a sacar o FGTS acumulado em sua conta vinculada.

Conclusão

O FGTS de empregado doméstico é um benefício trabalhista importante que garante ao profissional que trabalha em residências particulares a possibilidade de acumular um valor mensal em uma conta vinculada. Esse valor pode ser sacado em situações específicas, como demissão sem justa causa, aposentadoria, doença grave, compra da casa própria, pagamento de parte do financiamento habitacional, rescisão do contrato de trabalho por culpa recíproca ou força maior, e falecimento do empregado doméstico. É importante que tanto o empregador quanto o empregado estejam cientes dos direitos e deveres relacionados ao FGTS de empregado doméstico, garantindo assim uma relação de trabalho justa e transparente.

Sobre o Autor

Iniciar Conversa
1
FALE COMIGO!
Olá,
Este é o meu whatsapp.
Clique e fale comigo. Tire sua dúvida ou dê sua sugestão,