O que é FGTS no Estágio?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um benefício trabalhista garantido pela Constituição Federal do Brasil. Ele foi criado com o objetivo de proteger o trabalhador em caso de demissão sem justa causa, além de ser uma forma de poupança forçada para a aquisição da casa própria ou em situações de emergência.

O FGTS no estágio é uma modalidade específica do Fundo de Garantia destinada aos estagiários. Apesar de não serem considerados empregados formais, os estagiários têm direito a alguns benefícios trabalhistas, entre eles o FGTS. Neste glossário, vamos explorar em detalhes o que é o FGTS no estágio e como funciona sua aplicação.

Quem tem direito ao FGTS no estágio?

De acordo com a Lei do Estágio (Lei nº 11.788/2008), os estagiários têm direito ao FGTS desde que cumpram alguns requisitos. Primeiramente, é necessário que o estágio seja formalizado por meio de um contrato de estágio, que deve ser assinado pelas partes envolvidas: estagiário, empresa concedente e instituição de ensino.

Além disso, o estágio deve ter uma duração mínima de seis meses. Caso o estágio seja interrompido antes desse período, o estagiário não terá direito ao FGTS. É importante ressaltar que o FGTS no estágio não é obrigatório, ou seja, a empresa concedente não é obrigada a realizar o depósito mensal.

Como funciona o FGTS no estágio?

O FGTS no estágio funciona de forma semelhante ao FGTS dos trabalhadores formais. A empresa concedente é responsável por realizar o depósito mensal de 2% do valor da bolsa-auxílio do estagiário em uma conta vinculada ao FGTS. Esse valor não é descontado do salário do estagiário, sendo uma obrigação da empresa.

É importante destacar que o valor depositado no FGTS do estagiário não pode ser sacado durante o período do estágio. Ele fica disponível apenas quando o estagiário é desligado da empresa concedente, seja por término do contrato de estágio ou por demissão sem justa causa. Nesses casos, o estagiário tem direito a sacar o valor acumulado no FGTS, acrescido de juros e correção monetária.

Quais são os benefícios do FGTS no estágio?

O FGTS no estágio traz diversos benefícios para os estagiários. Primeiramente, ele funciona como uma forma de poupança forçada, permitindo que o estagiário acumule um valor ao longo do período do estágio. Esse valor pode ser utilizado para aquisição da casa própria, desde que o estagiário atenda aos requisitos estabelecidos pelo programa Minha Casa Minha Vida.

Além disso, o FGTS no estágio também oferece uma segurança financeira ao estagiário em caso de demissão sem justa causa. Ao ser desligado da empresa concedente, o estagiário tem direito a sacar o valor acumulado no FGTS, o que pode ser de grande ajuda em momentos de dificuldade financeira.

Como consultar o saldo do FGTS no estágio?

Para consultar o saldo do FGTS no estágio, o estagiário pode utilizar diferentes canais de atendimento disponibilizados pela Caixa Econômica Federal, responsável pela administração do FGTS. Uma opção é acessar o site da Caixa e realizar o cadastro, informando o número do PIS/PASEP e criando uma senha de acesso.

Outra opção é baixar o aplicativo FGTS, disponível para smartphones com sistema operacional Android e iOS. Após realizar o cadastro, o estagiário poderá consultar o saldo do FGTS, além de ter acesso a outras informações relacionadas ao benefício.

Quais são as obrigações da empresa concedente em relação ao FGTS no estágio?

A empresa concedente tem algumas obrigações em relação ao FGTS no estágio. A primeira delas é realizar o depósito mensal de 2% do valor da bolsa-auxílio do estagiário em uma conta vinculada ao FGTS. Esse depósito deve ser feito até o dia 7 de cada mês, referente ao mês anterior.

Além disso, a empresa concedente deve fornecer ao estagiário um comprovante mensal de depósito do FGTS, que pode ser solicitado pelo estagiário a qualquer momento. Esse comprovante é importante para que o estagiário possa acompanhar o valor acumulado no FGTS e verificar se os depósitos estão sendo realizados corretamente.

Quais são as consequências para a empresa concedente em caso de descumprimento das obrigações do FGTS no estágio?

O descumprimento das obrigações do FGTS no estágio por parte da empresa concedente pode acarretar em consequências legais. Caso a empresa não realize o depósito mensal do FGTS, ela estará sujeita a multas e penalidades previstas na legislação trabalhista.

Além disso, o estagiário pode recorrer à Justiça do Trabalho para exigir o cumprimento das obrigações do FGTS, bem como requerer o pagamento das diferenças não depositadas. Nesse caso, a empresa concedente pode ser condenada a pagar as diferenças devidas, além de arcar com custas processuais e honorários advocatícios.

Como solicitar o saque do FGTS no estágio?

Para solicitar o saque do FGTS no estágio, o estagiário deve comparecer a uma agência da Caixa Econômica Federal, munido dos documentos necessários. É importante levar o contrato de estágio, o termo de rescisão do estágio (caso aplicável) e um documento de identificação com foto.

Após a análise dos documentos, a Caixa irá liberar o saque do FGTS, acrescido de juros e correção monetária. O valor poderá ser sacado em uma conta poupança da Caixa, em um caixa eletrônico ou em uma agência bancária.

Conclusão

O FGTS no estágio é um benefício importante para os estagiários, oferecendo segurança financeira e a possibilidade de acumular um valor ao longo do período do estágio. É fundamental que tanto os estagiários quanto as empresas concedentes estejam cientes das obrigações e direitos relacionados ao FGTS, garantindo assim uma relação de trabalho justa e transparente.

Sobre o Autor

Iniciar Conversa
1
FALE COMIGO!
Olá,
Este é o meu whatsapp.
Clique e fale comigo. Tire sua dúvida ou dê sua sugestão,