O que é: Responsabilidade solidária/subsidiária

A responsabilidade solidária/subsidiária é um conceito jurídico que se aplica em diversas áreas do direito, incluindo o direito civil, trabalhista e tributário. Essa forma de responsabilidade ocorre quando mais de uma pessoa ou entidade é considerada responsável por uma determinada obrigação ou dívida. Nesse contexto, cada um dos responsáveis pode ser acionado judicialmente para cumprir a obrigação por completo, ou seja, o credor pode escolher cobrar a dívida de qualquer um dos devedores.

A responsabilidade solidária/subsidiária pode surgir em diferentes situações. Por exemplo, em um contrato de locação, se dois fiadores assinam o contrato, eles podem ser considerados responsáveis solidários, o que significa que o locador pode cobrar a dívida de qualquer um deles. Da mesma forma, em uma relação de trabalho, se uma empresa terceirizada não cumpre com as obrigações trabalhistas de seus funcionários, a empresa contratante pode ser considerada responsável subsidiária, ou seja, ela pode ser acionada judicialmente para arcar com as obrigações trabalhistas não cumpridas pela empresa terceirizada.

Responsabilidade solidária

A responsabilidade solidária ocorre quando duas ou mais pessoas são consideradas devedoras em relação a uma mesma obrigação. Nesse caso, o credor pode escolher cobrar a dívida de qualquer um dos devedores, e o devedor que pagou a dívida tem o direito de exigir dos demais devedores a sua parte proporcional. Por exemplo, se dois amigos alugam um apartamento juntos e um deles não paga a sua parte do aluguel, o locador pode cobrar a dívida de qualquer um dos amigos, e o amigo que pagou a dívida tem o direito de cobrar a parte do outro amigo.

A responsabilidade solidária pode ser estabelecida por lei ou por contrato. Por exemplo, no caso de um contrato de mútuo, em que uma pessoa empresta dinheiro a outra, a responsabilidade solidária pode ser estabelecida caso haja mais de um mutuário. Nesse caso, o credor pode cobrar a dívida de qualquer um dos mutuários, e cada mutuário é responsável pelo pagamento da dívida por completo.

Responsabilidade subsidiária

A responsabilidade subsidiária ocorre quando uma pessoa ou entidade é considerada responsável por uma obrigação apenas na ausência ou insuficiência de cumprimento por parte de outra pessoa ou entidade. Nesse caso, o credor pode acionar primeiro o devedor principal, e somente se ele não cumprir com a obrigação é que o devedor subsidiário pode ser acionado.

Um exemplo comum de responsabilidade subsidiária é o caso de uma empresa contratante e uma empresa terceirizada. Se a empresa terceirizada não cumpre com as obrigações trabalhistas de seus funcionários, a empresa contratante pode ser acionada judicialmente para arcar com essas obrigações. No entanto, a empresa contratante só será responsabilizada subsidiariamente, ou seja, somente se a empresa terceirizada não cumprir com suas obrigações.

Responsabilidade solidária/subsidiária no direito civil

No direito civil, a responsabilidade solidária/subsidiária pode surgir em diversas situações. Por exemplo, em um contrato de locação, se dois fiadores assinam o contrato, eles podem ser considerados responsáveis solidários. Isso significa que o locador pode cobrar a dívida de qualquer um dos fiadores, e cada fiador é responsável pelo pagamento da dívida por completo.

Outro exemplo é o caso de uma sociedade empresarial. Se uma empresa é formada por dois sócios, eles podem ser considerados responsáveis solidários pelas obrigações da empresa. Isso significa que os credores podem cobrar as dívidas da empresa de qualquer um dos sócios, e cada sócio é responsável pelo pagamento da dívida por completo.

Responsabilidade solidária/subsidiária no direito trabalhista

No direito trabalhista, a responsabilidade solidária/subsidiária pode surgir em casos de terceirização de mão de obra. Se uma empresa terceirizada não cumpre com as obrigações trabalhistas de seus funcionários, a empresa contratante pode ser considerada responsável subsidiária. Isso significa que a empresa contratante pode ser acionada judicialmente para arcar com as obrigações trabalhistas não cumpridas pela empresa terceirizada.

Além disso, a responsabilidade solidária/subsidiária também pode ocorrer em casos de grupo econômico. Se duas ou mais empresas pertencem ao mesmo grupo econômico, elas podem ser consideradas responsáveis solidárias pelas obrigações trabalhistas de seus funcionários. Nesse caso, os funcionários podem cobrar as dívidas trabalhistas de qualquer uma das empresas do grupo, e cada empresa é responsável pelo pagamento da dívida por completo.

Responsabilidade solidária/subsidiária no direito tributário

No direito tributário, a responsabilidade solidária/subsidiária pode surgir em casos de responsabilidade por dívidas fiscais. Por exemplo, se uma empresa é considerada responsável solidária por uma dívida fiscal, ela pode ser acionada judicialmente para pagar essa dívida, juntamente com o devedor principal. Da mesma forma, se uma empresa é considerada responsável subsidiária por uma dívida fiscal, ela só será acionada judicialmente se o devedor principal não cumprir com a obrigação.

É importante ressaltar que a responsabilidade solidária/subsidiária não implica em solidariedade ou subsidiariedade entre os devedores. Ou seja, cada devedor é responsável pelo pagamento da dívida por completo, e não apenas pela sua parte proporcional. Além disso, a responsabilidade solidária/subsidiária pode ser estabelecida por lei ou por contrato, e é importante estar ciente das suas obrigações e direitos em cada situação.

Sobre o Autor

Iniciar Conversa
1
FALE COMIGO!
Olá,
Este é o meu whatsapp.
Clique e fale comigo. Tire sua dúvida ou dê sua sugestão,