O que é: Obrigação Acessória

A obrigação acessória é um termo utilizado no âmbito fiscal e contábil para se referir às obrigações secundárias que as empresas devem cumprir para estar em conformidade com a legislação vigente. Essas obrigações são complementares à obrigação principal, que é o pagamento dos impostos e tributos devidos.

Tipos de Obrigações Acessórias

Existem diversos tipos de obrigações acessórias, que variam de acordo com o porte e atividade da empresa. Alguns exemplos comuns são:

1. EFD – Escrituração Fiscal Digital

A EFD é uma obrigação acessória que consiste na escrituração digital dos documentos fiscais e outras informações relacionadas às operações realizadas pela empresa. Ela substitui a antiga escrituração em papel, tornando o processo mais ágil e eficiente.

2. ECD – Escrituração Contábil Digital

A ECD é a versão digital do Livro Diário e do Livro Razão, que são os principais documentos contábeis de uma empresa. Ela deve ser transmitida anualmente ao Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), com o objetivo de garantir a transparência e a veracidade das informações contábeis.

3. DCTF – Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais

A DCTF é uma obrigação acessória que deve ser entregue mensalmente pelas empresas para informar os débitos e créditos tributários federais. Ela é utilizada para o controle e a fiscalização dos tributos devidos pelas empresas.

4. DIRF – Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte

A DIRF é uma obrigação acessória que deve ser entregue anualmente pelas empresas para informar os valores do Imposto de Renda retido na fonte. Ela é utilizada para a fiscalização e o controle dos valores pagos e retidos pelas empresas.

5. SPED Fiscal

O SPED Fiscal é um conjunto de obrigações acessórias relacionadas à escrituração fiscal e ao controle dos impostos devidos pelas empresas. Ele engloba a EFD, a DCTF e outras obrigações fiscais, com o objetivo de simplificar e agilizar o cumprimento das obrigações tributárias.

Consequências do não cumprimento das obrigações acessórias

O não cumprimento das obrigações acessórias pode acarretar em diversas consequências negativas para as empresas. Algumas delas são:

1. Multas e penalidades

As empresas que não cumprem as obrigações acessórias estão sujeitas ao pagamento de multas e penalidades previstas na legislação. Essas multas podem variar de acordo com o tipo de obrigação e o tempo de atraso na entrega.

2. Dificuldades na obtenção de certidões negativas

A falta de cumprimento das obrigações acessórias pode dificultar a obtenção de certidões negativas, que são documentos necessários para comprovar a regularidade fiscal da empresa. Isso pode prejudicar a participação em licitações e a realização de negócios com órgãos públicos e instituições financeiras.

3. Aumento do risco fiscal

O não cumprimento das obrigações acessórias aumenta o risco fiscal da empresa, uma vez que ela fica sujeita a fiscalizações e autuações por parte dos órgãos competentes. Isso pode resultar em autuações fiscais, cobrança de impostos retroativos e outras sanções.

Conclusão

Em resumo, as obrigações acessórias são importantes para garantir a transparência e a conformidade das empresas com a legislação fiscal e contábil. O cumprimento dessas obrigações é fundamental para evitar multas, penalidades e outros problemas legais. Portanto, é essencial que as empresas estejam atentas às suas obrigações acessórias e busquem o auxílio de profissionais especializados para garantir o cumprimento correto e eficiente dessas obrigações.

Sobre o Autor

Iniciar Conversa
1
FALE COMIGO!
Olá,
Este é o meu whatsapp.
Clique e fale comigo. Tire sua dúvida ou dê sua sugestão,