O que é Tribunal Superior do Trabalho (TST)

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) é o órgão máximo da Justiça do Trabalho no Brasil. Criado em 1946, o TST tem como principal função a uniformização da jurisprudência trabalhista em todo o país, além de julgar recursos de decisões proferidas pelos Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs).

O TST é composto por 27 ministros, escolhidos dentre advogados de notório saber jurídico e juízes do trabalho de carreira. O presidente do TST é eleito pelos próprios ministros, com mandato de dois anos. O tribunal está localizado em Brasília, Distrito Federal, e sua estrutura é organizada em órgãos colegiados e unidades administrativas.

Competências do Tribunal Superior do Trabalho

O TST possui diversas competências, que vão desde a uniformização da jurisprudência trabalhista até a apreciação de recursos em casos específicos. Entre as principais competências do TST, destacam-se:

Uniformização da jurisprudência

Uma das principais funções do TST é a uniformização da jurisprudência trabalhista em todo o país. Isso significa que o tribunal busca estabelecer interpretações e entendimentos comuns sobre determinadas questões trabalhistas, de forma a garantir a segurança jurídica e a igualdade de tratamento aos trabalhadores e empregadores.

Julgamento de recursos

O TST é responsável por julgar recursos de decisões proferidas pelos Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs). Esses recursos podem ser interpostos pelas partes envolvidas no processo, como trabalhadores e empregadores, e têm como objetivo rever ou modificar a decisão anteriormente proferida.

Controle de constitucionalidade

O TST também exerce o controle de constitucionalidade das leis e atos normativos relacionados ao direito do trabalho. Isso significa que o tribunal pode declarar a inconstitucionalidade de uma lei ou ato normativo que contrarie os princípios e direitos trabalhistas previstos na Constituição Federal.

Elaboração de súmulas

Outra competência do TST é a elaboração de súmulas, que são enunciados que consolidam a jurisprudência do tribunal sobre determinadas matérias trabalhistas. As súmulas têm como objetivo orientar os juízes e tribunais inferiores na aplicação do direito do trabalho, garantindo a uniformidade de entendimento e a celeridade processual.

Funcionamento do Tribunal Superior do Trabalho

O TST funciona de forma semelhante a outros tribunais, com sessões de julgamento, plenários e órgãos colegiados. As sessões de julgamento são realizadas regularmente, com a participação dos ministros e a análise dos processos em pauta. Os plenários são reuniões dos ministros para discussão de temas relevantes e tomada de decisões administrativas.

Além disso, o TST conta com órgãos colegiados, como a Seção Especializada em Dissídios Individuais (SDI) e a Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC), que são responsáveis por julgar processos de natureza individual e coletiva, respectivamente.

Importância do Tribunal Superior do Trabalho

O TST desempenha um papel fundamental na garantia dos direitos trabalhistas no Brasil. Através da uniformização da jurisprudência e do julgamento de recursos, o tribunal contribui para a segurança jurídica e a igualdade de tratamento entre trabalhadores e empregadores.

Além disso, o TST exerce um papel de controle de constitucionalidade, assegurando que as leis e atos normativos relacionados ao direito do trabalho estejam em conformidade com a Constituição Federal.

Conclusão

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) é o órgão máximo da Justiça do Trabalho no Brasil, responsável pela uniformização da jurisprudência trabalhista, julgamento de recursos, controle de constitucionalidade e elaboração de súmulas. Sua importância na garantia dos direitos trabalhistas e na segurança jurídica é inquestionável, tornando-o um pilar fundamental do sistema jurídico brasileiro.

Sobre o Autor

Iniciar Conversa
1
FALE COMIGO!
Olá,
Este é o meu whatsapp.
Clique e fale comigo. Tire sua dúvida ou dê sua sugestão,