Arte Gráfica com Texto sobreposto a imagem:
Promoção e Prevenção de Saúde: Entenda a diferença.
Ao fundo imagem em detalhe de aperto de mãos entre médico e paciente
Entenda a diferença entre Promoção e Prevenção de Saúde

É comum confundir o conceito de promoção e prevenção de saúde e achar que os dois significam a mesma coisa. Mas há uma diferença bem simples entre eles, que está na própria semântica das duas palavras.

Prevenir significa: preparar, chegar antes de, impedir que se realize, agir antecipadamente. Já promover é impulsionar, fomentar, originar, gerar.

São ações que, embora tenham características diversas estão interligadas e, a sua coexistência, principalmente no ambiente de trabalho, contribuem para o bem-estar de todos os envolvidos no processo.

Ao longo desse artigo vamos explicar as diferenças entre os dois conceitos que estão relacionados à saúde e como eles também podem fazer parte do dia a dia das organizações.

Diferenças entre promoção e prevenção de saúde

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura e confira as diferenças entre promoção e prevenção de saúde

Prevenção

Se a definição de prevenção é chegar antes, evitar que aconteça, quando ele é aplicado à saúde fica fácil compreender qual o seu objetivo e como ele se desenvolve.

Para evitar que algo aconteça, como uma epidemia, por exemplo, o Ministério da Saúde realiza campanhas de vacinação que seguem um cronograma anual, de acordo com o período e também em situações de emergência onde há condições prováveis do surgimento de algumas enfermidades. Trata-se de uma ação direcionada.

Promoção

Levando em consideração o significado semântico da palavra, que é de impulsionar e fomentar algo, quando estamos falando de saúde, a promoção tem um caráter mais amplo, pois “não se dirige a uma determinada doença ou desordem, mas servem para aumentar a saúde e o bem estar geral”, na definição de Leavell & Clarck (1976).

Essas estratégias enfatizam a transformação das condições de vida e de trabalho, demandando uma abordagem intersetorial, como bem explica o autor Czeresnia (2013).

Na prática

Na verdade os dois já fazem parte da política nacional do SUS (2002), sendo realizadas através de ações do Ministério da Saúde, como já citamos no caso da vacinação.

No caso da promoção integram o Pacto em Defesa da Vida, que envolve uma política mais ampla, com informação e educação em saúde com ênfase na promoção de atividades físicas, de hábitos saudáveis de alimentação, controle do tabagismo, do uso abusivo de bebidas alcoólicas e cuidados voltados ao processo de envelhecimento, ou seja, não são ações pontuais.

Na empresa

Hoje as empresas estão valorizando cada vez mais o capital humano. Entenderam a importância do bem estar de seus funcionários para manter saúde das organizações. Investir na promoção e prevenção de saúde é uma atitude de cuidado, mas também garante o desempenho das equipes.

Isso pode ser feito com campanhas de incentivo à prática de esportes, assim como palestras informativas e até ações em parceria com Secretarias de Saúde, com atendimentos diversos, como vacinação. Tudo pelo bem estar das equipes.

Fonte: Blog Conexa Saúde (https://blog.conexasaude.com.br/)

Sobre o Autor

Drª Antonia Ximenes
Drª Antonia Ximenes

Dra. Antônia Ximenes têm uma identidade própria de negócio. Advogada; Empreendedora; debatedora da Rádio Band; Delegada da OAB/RJ; Chefe jurídico do SPC na Cidade do Rio de Janeiro; Possui especializações em Direito Trabalhista e Previdenciário; Especialista em direito acidentário/doenças ocupacionais; Mais de uma década de prática na advocacia trabalhista e previdenciária com foco em acidentes de trabalho; MBA em Acidente de trabalho/doenças ocupacionais, e em Direito Constitucional e Direitos Humanos - IGC - Portugal Coimbra

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Iniciar Conversa
1
FALE COMIGO!
Olá,
Este é o meu whatsapp.
Clique e fale comigo. Tire sua dúvida ou dê sua sugestão,